Blog

A IMPORTÂNCIA DO CONTROLE DO CAFESTOL

Você sabia que café não coado pode contribuir para elevar o colesterol LDL no sangue? Esse tipo de colesterol, considerado ruim, se deposita nas artérias e, com o tempo, vai fechando o caminho para o sangue circular, podendo culminar em um enfarte. Isso acontece porque o produto café contém uma substância chamada cafestol, que se desprende do pó em contato com a água quente. Essa substância fica no coador de pano ou filtro de papel – o que não acontece quando ingerimos o café expresso.

Pesquisadores concluíram que uma xícara de café não filtrado tem em média quatro miligramas de cafestol, e pode elevar as taxas de colesterol em cerca de 1%. O problema é o acúmulo desse percentual ao longo do tempo. O mesmo acontece com o chamado “café turco”, que é fervido diversas vezes, e o uso de cafeteira de êmbolo, que utiliza um filtro de metal, por onde passa o cafestol no momento da infusão.

O cafestol age sequestrando os receptores do intestino responsáveis por manter as taxas de colesterol estáveis. Neste caso, o café pode ser co-responsável pela elevação do colesterol dos lipídeos (gorduras) sanguíneos, que, por sua vez, elevam um aminoácido (molécula orgânica que serve de base para a formação de proteínas) chamado homocisteína, que está relacionado à elevação de riscos de enfartos do coração (miocárdio). O cafestol também está relacionado a elevação da pressão arterial e agravamento dos quadros de arritmias e desenvolvimento da osteoporose.

A recomendação, portanto, para quem já apresenta complicações ou pré-disposição para desenvolver essas doenças, é que evite o uso prolongado do café sem passar pelo coador de pano ou filtro de papel. Nesses casos, em boas condições ajuda a prevenir o organismo contra o excesso dessa substância, prevenindo a elevação do colesterol e frações. Isso ajuda, inclusive, a conter o desenvolvimento da osteoporose.

O mais importante é conhecer e escolher a forma de preparar o seu cafezinho! E aprender a apreciá-lo com moderação!

 

 

 

1 comentário em “A IMPORTÂNCIA DO CONTROLE DO CAFESTOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *