Blog

Nesse 8 de março, nossa homenagem a Erna Knutsen


No ano de 1974, em entrevista a um tradicional jornal americano da época, a norueguesa Erna Knutsen utilizou, pela primeira vez, o termo Cafés Especiais. Ela era funcionária de uma empresa importadora de cafés em São francisco, Califórnia/USA, e foi uma das primeiras mulheres a trabalhar com venda de cafés verdes.

Nascida na Noruega no ano de 1921, mudou-se com a família para os Estados Unidos aos cinco anos de idade, tentando melhores condições de vida frente a grave crise que começava a preocupar a Europa da época. Aos 18, casou-se para poder sair de casa. Trabalhou muitos anos como secretária, até que, prestes a entrar na casa dos 40, começou a trabalhar em um empresa importadora de cafés. Sua história toma outro rumo a partir daí, assim como a do mercado de cafés.

Erna mudou a maneira como café verde era comercializado até então. Ao invés de contêineres repletos de cafés commodity (cafés negociados em bolsa de valores, com qualidade muitas vezes inferior), a ideia era trabalhar com sacas de café de alta qualidade. Um desafio, mas que ajudou muitas pequenas torrefações da época que não tinham capacidade financeira de comprar uma quantidade muito grande de café verde para torrar. Essa parcela do mercado de cafés era deixada de lado, pois não havia interesse das grandes empresas de café em dar atenção a esse nicho tão pequeno.

Aprender a provar café foi uma de suas principais preocupações. Como não era bem vinda nas salas de torra e de cupping, pois estes locais eram exclusivos para os homens, tinha que observar de longe e aguardar que alguém lhe trouxesse os cafés para provar. Depois de muito treino, e de algumas vezes ter entrado as escondidas nas salas, Erna começa a chamar a atenção tanto de torradores quanto de compradores de café, que passam a consultá-la quanto a avaliação dos cafés.

Em entrevista ao Tea & Coffee Trade Journal, no ano de 1974, Erna falou sobre esse trabalho diferenciado que vinha desenvolvendo e utiliza, pela primeira vez na história, o termo cafés especiais para designar cafés de alta qualidade, que para ela eram como diamantes. Desde então, sua opinião e a maneira de trabalhar com cafés começam a ser notados e respeitados. Pouco mais de uma década depois, Erna comprou a empresa onde trabalhava, e a mesma passou a se chamar Knutsen Coffees.

Erna faleceu em 2018, aos 96 anos. Um nome pouco conhecido mas de fundamental importância em um mundo complexo e ainda tão pouco explorado, que é o dos cafés especiais.

Fonte: https://medium.com/@badentorrefacao/erna-knutsen-a-mulher-que-criou-o-termo-caf%C3%A9s-especiais-ac3eb1a7b1ee

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *